Tripulantes da Ryanair têm de escolher entre contratos inferiores ao salário mínimo e emigração – PÚBLICO

Perante a recusa de um trabalhador assinar contrato com a Ryanair que propunha uma remuneração base de 588 euros brutos, a empresa sugeriu a relocalização para o Reino Unido. Há nestas circunstâncias três trabalhadores da base de Ponta Delgada, 14 de Lisboa, …

Mais de 30 trabalhadores (baseados em Ponta Delgada, Lisboa e Porto) da Crewlink, que tripulam os aviões da Ryanair, estão a ser convidados para os quadros da companhia com remunerações base abaixo d…

Veja este artigo completo em Publico.pt

Últimas notícias:

Novo Banco. O negócio da GNB Vida e o magnata que espiava as namoradas – Observador
Andreia Rodrigues – Usa vestido largo na final do Agricultor e levanta suspeitas de gravidez – Revista VIP
Quase cem mil crianças contraíram o vírus em apenas duas semanas nos EUA – Expresso
Covid-19: China inclui Portugal em lista de 36 países cujos cidadãos podem solicitar visto para voltar a en… – SAPO 24
Lacerda Sales sobre a festa do Avante: “DGS não toma decisões políticas, toma decisões técnicas” – Jornal Económico